Escola Jaya de Yoga

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

O Pé

PDF

Localizado na parte mais inferior de nosso corpo, o pé tem uma função extremamente importante, tanto na vida física quanto na vida mental ou psíquica.

Da mesma forma que as bases de sustentação de uma casa ele exerce esta função no corpo. Contudo, há ainda o aspecto locomoção, pois é através dele que iniciamos a nossa marcha rumo ao desconhecido, desde a mais tenra idade até o fim de nossos dias.

Dentro do sistema codificado pelo senhor Patañjali, também conhecido como ashtanga yoga ou yoga dos oito membros, vislumbramos a etapa chamada de os Yamas. Estas etapas citadas pelo senhor Patañjali são os Angas, que na verdade são etapas a serem desenvolvidas e consolidadas pelo praticante rumo à liberação Moksha. Dentro destas oito etapas não é por acaso que os Yamas são os primeiros a serem mencionados, pois assim como o alicerce de uma construção eles exercem um forte impacto na psique do praticante capacitando-o a vivenciar as etapas seguintes. Esta forte influência pode ser exercida pelo corpo físico trazendo ao praticante condição de sustentação. Estar de pé é um básico que a maioria das pessoas consegue realizar. Contudo, estar de pé de maneira equilibrada já é outra história, pois isto implica numa percepção maior do corpo. A maioria dos habitantes do planeta não presta a menor atenção sobre o que ocorre dos joelhos para baixo sobre tudo nos pés. A maior parte das pessoas não sabe posicionar os pés de forma adequada. Há um grande número de maneiras incorretas de se estar de pé e cada uma delas proporcionará um tipo de problema na estrutura do corpo, que por sua vez trará resultados na mente e na psique, esta é uma via de mão dupla. É muito comum observar pessoas que possuem o hábito de transferir o peso do corpo para uma das pernas enquanto a outra é posta ao lado, meio que sem função. Há também aqueles que põem o peso do corpo todo sobre os calcanhares. Por meio de uma pequena avaliação pode-se perceber que existem pessoas que utilizam o bordo interno e outras apenas o externo para apoiar o pé. Esta última afirmação é de fácil comprovação bastando apenas observar o desgaste da sola dos sapatos.

Devido a estas formas de distribuir o peso corporal, e de posicionar os pés adequadamente, muitas deformidades são produzidas e estas dificultam a flexibilidade da coluna vertebral. Independente dos pés estarem separados ou juntos é melhor colocá-los em uma linha paralela e não em ângulo. Esta atitude de equilibrar o peso corporal sobre a planta dos pés sem privilegiar nenhum ponto faz com que o quadril se mantenha firme, o abdômen se retrai e o peito é projetado para frente. Com este simples ajuste obtém-se agilidade física e mental. Pondo o peso do corpo apenas nos calcanhares alteramos o eixo do corpo e o quadril não fica firme, o abdômen é projetado para frente e o corpo se inclina para trás. Esta atitude proporciona um esforço muito grande para a coluna se manter resultando numa fadiga corporal grande e o embotamento mental. O ato de permanecer de pé corretamente é uma arte dominada por poucos, contudo ela é essencial. O estar de pé corretamente permitirá ao indivíduo andar e sentar corretamente.

O ato de caminhar de forma alinhada faz com que as articulações sofram o mínimo desgaste e a musculatura não fique mal posicionada levando com o tempo a ossatura a um posicionamento adequado e uma sensação de leveza é proporcionada à pessoa.

Há vários asanas que auxiliam na conquista deste alinhamento corporal. Basta que o praticante busque orientação de um Profissional de Yoga competente.



 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar